"Lembra-te do dia do s�bado, para o santificar." (�xodo 20:8; ver tamb�m D&C 68:29.)

A origem do dia do Senhor vem da palavra hebraica Sabbath que significa dia de descanso. O Sabbath comemora o dia de descanso de Deus ap�s terminada a Cria��o. Lemos no livro de G�nesis que Deus criou os c�us e a terra em seis per�odos de tempo que Ele chamou de "dias": "E havendo Deus acabado no dia s�timo a obra que fizera, descansou no s�timo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E aben�oou Deus o dia s�timo, e o santificou." (G�nesis 2:2-3)

O Sabbath (dia do Senhor) ocorre a cada s�timo dia. � um dia santo ordenado por Deus para descansarmos dos labores di�rios e ador�-Lo.

Jesus ensinou que o dia do Senhor foi feito para beneficiar o homem (ver Marcos 2:27). O prop�sito do dia do Senhor � dar-nos um dia da semana no qual direcionar os pensamentos e a��es para Deus. N�o � apenas um dia para se descansar do trabalho. � um dia sagrado que deve ser gasto em adora��o e rever�ncia. Ao descansarmos das atividades di�rias usuais, ficamos com a mente livre para ponderar sobre assuntos espirituais. Nesse dia, devemos renovar nossos conv�nios com o Senhor e alimentar a alma com as coisas do Esp�rito.

No princ�pio, Deus consagrou o s�timo dia como um dia de descanso (ver G�nesis 2:2-3). Desde os dias mais antigos, a tradi��o de um s�timo dia sagrado tem sido preservada entre v�rios povos da Terra. Deus renovou com os israelitas um mandamento concernente a este dia, dizendo: "Lembra-te do dia do s�bado, para o santificar." (�xodo 20:8) Guardar o dia do Senhor era tamb�m um sinal de que os israelitas eram o Seu povo do conv�nio (ver �xodo 31:12-13, 16; Isa�as 56:1-8; Jeremias 17:19-27).

Todavia, alguns l�deres judeus fizeram muitas regras desnecess�rias sobre o dia do Senhor. Decidiram a dist�ncia que uma pessoa podia andar, o tipo de n� que podia dar, etc. Quando certos l�deres judeus criticaram Jesus Cristo por curar os doentes no dia do Senhor, Jesus lembrou-lhes que o s�bado fora feito para o benef�cio do homem.

Os nefitas tamb�m observavam o dia do Senhor, de acordo com os mandamentos de Deus (ver Jarom 1:5).

Nos tempos modernos, o Senhor repetiu o mandamento de que devemos lembrar do dia do Senhor para santific�-lo (ver D&C 68:29).

At� a ressurrei��o de Jesus Cristo, Ele e os disc�pulos guardavam o s�timo dia como o dia santo. Ap�s a ressurrei��o, o domingo foi considerado como o dia do Senhor, em lembran�a de Sua ressurrei��o naquele dia (ver Atos 20:7; I Cor�ntios 16:2). Desde aquele tempo, Seus seguidores estabeleceram o primeiro dia da semana como o dia do Senhor. Nos dois casos, havia seis dias de trabalho e um para descanso e devo��o.

Na nossa �poca, o Senhor nos deu um mandamento direto de que n�s tamb�m devemos honrar o domingo como o dia do Senhor (ver D&C 59:12).

Primeiro, o Senhor nos pede que santifiquemos o Seu dia. Em uma revela��o dada a Joseph Smith em 1831, o Senhor ordenou aos santos que fossem � casa de ora��o e oferecessem os seus sacramentos, que descansassem dos seus labores e pagassem devo��es ao Alt�ssimo (ver D&C 59:9-12).

Segundo, Ele nos pede que descansemos dos afazeres di�rios. Isso significa que n�o devemos fazer trabalho algum que nos afaste de uma completa aten��o �s coisas espirituais.

O Senhor disse aos israelitas: "N�o far�s nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal." (�xodo 20:10) Nossos profetas nos dizem que n�o devemos fazer compras, ca�ar, pescar, ir a jogos ou participar de quaisquer atividades semelhantes nesse dia.

O �lder Spencer W. Kimball nos preveniu, por�m, que, se nos contentarmos em n�o fazer nada no dia do Senhor, n�o o estaremos santificando. Esse dia requer pensamentos e a��es construtivas (ver "O Milagre do Perd�o", p. 98).

O que podemos fazer no dia do Senhor? O Senhor nos aconselha prepararmos apenas alimentos simples, tendo sempre em mente o prop�sito do Seu dia (ver D&C 59:13). O profeta Isa�as sugeriu que devemos deixar de procurar o pr�prio prazer e sim "(chamarmos) ao s�bado deleitoso, e o santo dia do Senhor, digno de honra." (Isa�as 58:13) Devemos fazer coisas justas. Santificaremos o dia do Senhor fazendo o seguinte:

1. Indo �s reuni�es da Igreja;

2. Lendo as escrituras e as palavras dos l�deres da Igreja;

3. Visitando os doentes, os idosos e os entes queridos;

4. Ouvindo m�sica edificante e cantando hinos;

5. Orando ao Pai Celestial com louvor e gra�as;

6. Realizando trabalho da Igreja para os quais foi designado;

7. Preparando registros de hist�ria da fam�lia e hist�ria pessoal;

8. Contando hist�rias que aumentem a f�, prestando testemunho aos membros da fam�lia e partilhando experi�ncias

    espirituais com eles;

9. Escrevendo cartas para pessoas queridas;

10. Jejuando com prop�sito;

11. Passando o tempo com os filhos e com outros em casa.

Ao decidir que outras coisas podemos fazer no domingo, devemos perguntar: "Ser� que isso ir� elevar-me e inspirar-me?" Haver� vezes em que teremos que trabalhar no domingo. Devemos evitar isso sempre que poss�vel, mas quando for absoluta-mente necess�rio, ainda devemos nos empenhar em manter o esp�rito de adora��o do domingo.

Se guardarmos o domingo, poderemos receber grandes b�n��os materiais e espirituais. O Senhor disse que, se guardarmos o Seu dia com a��es de gra�as e cora��es jubilosos, teremos muita alegria, e prometeu:

"A plenitude da terra � vossa (...) quer (seja) para alimento quer para vestu�rios, para casas, est�bulos, pomares, hortas ou vinhas.

Sim, todas as coisas que prov�m da terra na sua esta��o, s�o feitas para o benef�cio e uso do homem, tanto para agradar aos olhos como para alegrar o cora��o.

Sim, para alimento e para vestu�rio, para gosto e para cheiro, para fortalecer o corpo e avivar a alma." (D&C 59:16-19)

� �xodo 31:14-17 (na lei Mosaica, o S�bado era guardado sob pena de morte)

� Mosias 13:16-19; 18:23; �xodo 35:1-3 (observar o S�bado como um dia santificado)

� Lucas 6:1-11 (� l�cito praticar o bem no S�bado)

� Lucas 13:11-17; Jo�o 5:1-18 (O exemplo de Jesus de se fazer o bem no S�bado)

 

<< Cap�tulo 23

Sum�rio

P�gina Inicial

Cap�tulo 25 >>