A primeira fam�lia foi colocada na Terra pelo Pai Celestial quando Ele deu Eva em casamento a Ad�o (ver Mois�s 3:21-24). Desde a�, foi ordenado a cada um de n�s que se casasse e tivesse filhos, de modo que, por experi�ncia pr�pria, pud�ssemos aprender a ser pais celestiais. O Presidente Brigham Young explicou que nossa fam�lia ainda n�o � nossa. O Senhor entregou-a a n�s para ver como a tratar�amos. Somente se formos fi�is ela ser� nossa para sempre. Aquilo que fizermos na Terra determinar� nossa dignidade para nos tornarmos pais celestiais (ver cap�tulo 2, "Nossa Fam�lia Celestial").

Depois que o Pai Celestial deu Eva a Ad�o, ordenou-lhes que tivessem filhos (ver G�nesis 1:28) e revelou que um dos prop�sitos do casamento era fornecer corpos mortais para Seus filhos espirituais. Os pais s�o s�cios do Pai Celestial. Ele deseja que cada um dos Seus filhos espirituais receba um corpo f�sico e tenha a experi�ncia da vida terrena. Quando um homem e uma mu-lher trazem filhos a este mundo, est�o ajudando o Pai Celestial a levar avante o Seu plano.

Toda crian�a deve ser recebida na fam�lia com alegria. Todas elas s�o filhas de Deus. Devemos arranjar tempo para desfrutar sua companhia, brincar com elas e ensin�-las.

O Presidente David O. McKay disse: "Acredito de todo o cora��o que o melhor lugar para se preparar para (...) a vida eterna � o lar." ["Blueprint for Family Living", (Projeto para a Vida em Fam�lia) Improvement Era, abr. 1963, p. 252.] No lar, com a fam�lia, podemos aprender autocontrole, sacrif�cio, lealdade e o valor do trabalho. Podemos tamb�m aprender a amar, a partilhar e a ajudar uns aos outros.

Os pais e as m�es t�m a responsabilidade de ensinar os filhos a respeito do Pai Celestial. Devem mostrar-lhes, pelo exemplo, que O amam, porque guardam Seus mandamentos. Os pais devem tamb�m ensinar os filhos a orar e a ser obedientes aos mandamentos (ver Prov�rbios 22:6).

A fam�lia pode permanecer unida para sempre. Para desfrutar essa b�n��o, devemos casar-nos no templo. Quando as pessoas se casam fora do templo, o casamento termina quando o marido ou a mulher morrem. Quando nos casamos no templo pela autoridade do Sacerd�cio de Melquisedeque, casamo-nos para esta vida e para a eternidade. A morte n�o pode separar-nos. Se obedecermos aos mandamentos do Senhor, nossa fam�lia ficar� unida para sempre marido, mulher e filhos.

Marido e mulher devem ser atenciosos e gentis um com o outro. Nunca devem fazer ou dizer qualquer coisa que possa ferir os sentimentos do c�njuge. Devem tamb�m tentar fazer todo o poss�vel para tornar o outro feliz.

Os pais devem ensinar os filhos a amarem-se uns aos outros. No Livro de M�rmon, o rei Benjamim explicou:

"(...) N�o permitireis que vossos filhos (...) briguem e disputem entre si (...)

Ensin�-los-eis, por�m, a andarem nos caminhos da verdade e da sobriedade; ensin�-los-eis a amarem-se uns aos outros e a servirem-se uns aos outros." (Mosias 4:14-15)

Como membros de uma fam�lia, podemos ajudar a desenvolver em cada um a autoconfian�a, encorajando e elogiando sincera-mente uns aos outros. Cada crian�a deve sentir que � importante. Os pais precisam mostrar que est�o interessados no que os filhos fazem e demonstrar amor e preocupa��o por eles. Os filhos devem, da mesma forma, demonstrar amor pelos pais. Devem ser obedientes e tentar viver o tipo de vida que honrar� os pais e o nome da fam�lia.

O Presidente Harold B. Lee ensinou: "A obra mais importante que o Senhor quer que desempenhemos � aquela que devemos realizar dentro das paredes do nosso pr�prio lar." [Fortalecer o Lar (panfleto, 1973), p. 10.]

A hist�ria a seguir ilustra esse ponto:

Ap�s realizar uma cerim�nia de casamento no templo, o Presidente Spencer W. Kimball saudou os pais do jovem casal. Um dos pais disse: "Minha mulher e eu somos gente humilde e nunca tivemos sucesso, mas temos um orgulho imenso de nossa fam�lia." O pai explicou que todos os oito filhos j� se haviam casado no templo. Todos eram fi�is e serviam em posi��es na Igreja e ensinavam o evangelho em suas respectivas fam�lias.

O Presidente Kimball olhou para as m�os calosas e a face enrugada daquele pai e disse: "Esta � a maior hist�ria de sucesso que j� ouvi.(...) Voc� est� cumprindo o prop�sito para o qual veio ao mundo, levando uma vida reta, gerando e criando esta bela posteridade educada em f� e obras. Ora, meus caros, voc�s s�o eminentemente bem sucedidos. Que Deus os aben�oe." (Ver A Liahona, abril de 1972, pp. 5-6.)

Satan�s sabe qu�o importante � a fam�lia para o plano do Pai Celestial. Ele procura destru�-la, tentando evitar que nos acheguemos ao Senhor, e nos tentar� para que fa�amos coisas que ir�o separar nossa fam�lia.

Todos desejamos ter uma fam�lia feliz e bem sucedida. A seguir, mencionamos algumas coisas que nos ajudar�o a alcan�ar esse objetivo:

1. Fazer ora��o familiar todas as noites e pela manh� (ver 3 N�fi 18:21);

2. Ensinar o evangelho aos filhos, reunindo-nos em fam�lia pelo menos uma vez por semana para estudar os princ�pios do evangelho. "N�o pode e n�o deve haver uma fam�lia nesta Igreja que n�o ache algum tempo para ler as escrituras todos os dias." (H. Burke Peterson, Relat�rio da Confer�ncia, abr. 1975, p. 79; ou Ensign, maio 1975, pp. 53-54.);

3. Fazer coisas juntos, em fam�lia, quer sejam projetos de trabalho, passeios ou tomada de decis�es;

4. Ajoelhar-se com o c�njuge todas as noites para orar;

5. Aprender a ser bondosos, pacientes, long�nimos e caridosos (ver Mor�ni 7:45-48);

6. Freq�entar regularmente as reuni�es da Igreja (ver D&C 59:9-10);

7. Seguir o conselho do Senhor em D&C 88:119: "Organizai-vos; preparai todas as coisas necess�rias; e estabelecei uma casa, mesmo uma casa de ora��o, uma casa de jejum, uma casa de f�, uma casa de gl�ria, uma casa de ordem, uma casa de Deus.";

8. Manter uma hist�ria familiar e fazer a genealogia da fam�lia.

A fam�lia � a mais importante unidade na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos �ltimos Dias. A Igreja existe para ajudar as fam�lias a receberem as b�n��os eternas e a exalta��o. As organiza��es e programas da Igreja destinam-se a fortalecer-nos individualmente e a ajudar-nos a viver em fam�lia para sempre.

� Mois�s 2:27-28 (o homem e a mulher s�o criados e aben�oados)

� G�nesis 2:24 (o homem deve ater-se � sua esposa)

� D&C 49:15-16 (Deus ordenou o casamento)

� Ef�sios 6:4 (ensinar os filhos em retid�o)

� D&C 132:15-21 (casamento eterno)

� D&C 88:119-126 (instru��es para uma fam�lia bem sucedida)

 

<< Cap�tulo 35

Sum�rio

P�gina Inicial

Cap�tulo 37 >>