Cada pessoa tem um lugar importante na fam�lia. Por interm�dio dos profetas, o Senhor explicou como os pais, m�es e filhos devem comportar-se e que sentimentos devem ter entre si. Como maridos, mulheres e filhos, precisamos aprender o que o Senhor espera que fa�amos a fim de cumprir nosso prop�sito como fam�lia. Se todos n�s fizermos nossa parte, poderemos viver juntos como fam�lia para sempre.

No casamento, um c�njuge n�o � mais importante que o outro. Eles s�o s�cios igualit�rios e devem trabalhar juntos para prover as necessidades espirituais, emocionais, intelectuais e f�sicas da fam�lia.

O marido e a mulher devem dividir algumas responsabilidades como, por exemplo, ensinar o evangelho aos filhos. O Senhor advertiu que se os pais n�o ensinarem seus filhos a respeito de f�, arrependimento, batismo e dom do Esp�rito Santo, o pecado cair� sobre a cabe�a deles. Eles tamb�m devem ensinar os filhos a orar e a obedecer aos mandamentos do Senhor (ver D&C 68:25, 28).

Uma das melhores maneiras de os pais ensinarem os filhos � pelo exemplo. O marido e a mulher devem mostrar amor e respeito um pelo outro, bem como por seus filhos, tanto em a��es como em palavras. E importante lembrar que cada membro da fam�lia � um filho de Deus. Os pais devem tratar os filhos com amor e respeito, sendo firmes, mas bondosos com eles.

Os pais devem entender que algumas vezes as crian�as fazem escolhas erradas, mesmo depois de haverem sido ensinadas acerca da verdade. Quando isso acontecer, os pais n�o devem desistir nem desanimar, mas continuar a ensinar os filhos, a am�-los, a serem bons exemplos e a jejuar e orar por eles.

O Livro de M�rmon conta-nos como as ora��es de um pai ajudaram a trazer um filho rebelde de volta aos caminhos do Senhor. Alma, o jovem, havia abandonado os ensinamentos de seu pai, Alma, e tentava destruir a Igreja. O pai orou com f� pelo filho e Alma, o jovem, foi visitado por um anjo, arrependeu-se de seu modo de viver in�quo e tornou-se um grande l�der da Igreja (ver Mosias 27:8-32).

Os pais podem criar uma atmosfera de rever�ncia e respeito no lar, se ensinarem e guiarem os filhos com amor. Devem tamb�m proporcionar experi�ncias felizes para eles.

O pai � o patriarca da fam�lia e tem importantes responsabilidades que s�o apenas suas. Ele � o portador do sacerd�cio e possui deveres pertinentes a sua lideran�a. Deve guiar a fam�lia com humildade e bondade ao inv�s de com for�a e crueldade. As escrituras ensinam que aqueles que possuem o Sacerd�cio devem conduzir os outros com persuas�o, gentileza, amor e bondade (ver D&C 121:41-44; Ef�sios 6:4).

O pai partilha as b�n��os do sacerd�cio com os membros da fam�lia quando, como portador do Sacerd�cio de Melquisedeque, aben�oa e d� nome a beb�s, ministra b�n��os aos doentes, batiza crian�as, d� b�n��os especiais do sacerd�cio e faz ordena��es. Ele deve tamb�m assegurar-se de que a fam�lia ore em conjunto duas vezes por dia e realize noites familiares.

O pai deve reservar tempo para cada filho individualmente. Deve ensinar princ�pios corretos aos filhos, conversar com eles sobre seus problemas e preocupa��es e aconselh�-los com amor. Alguns bons exemplos encontram-se no Livro de M�rmon (ver 2 N�fi 1:14-3:25; Alma 36-42).

Tamb�m � dever do pai prover �s necessidades f�sicas da fam�lia, certificando-se de que haja alimento, casa, roupas e educa��o para a fam�lia. Mesmo que n�o tenha condi��es de prover todo o sustento sozinho, ele n�o deve esquivar-se da responsabilidade de cuidar da fam�lia.

O Presidente David O. McKay disse que a maternidade � o mais nobre chamado de uma mulher (ver "Treasures of Life", p. 54). � um chamado sagrado, uma sociedade com Deus para trazer Seus filhos espirituais ao mundo. A maior responsabilidade de uma m�e � trazer crian�as ao mundo, cuidar delas e ensin�-las. Criar filhos � uma das maiores b�n��os que podemos receber.

O �lder Boyd K. Packer elogiou as mulheres que, sendo incapazes de ter seus pr�prios filhos, procuram cuidar dos filhos de outras pessoas; e disse: "Quando falo de m�es, falo n�o somente das mulheres que deram � luz, como daquelas que passaram a cuidar dos filhos de outras pessoas, e das muitas mulheres que, sem filhos, passaram a ser verdadeiras m�es para outras crian�as" [Mothers, (M�es), p. 8].

Uma m�e deve passar bastante tempo com os filhos, ensinando-lhes o evangelho. Deve brincar e trabalhar com eles, a fim de que descubram o mundo que os cercam. Ela tamb�m precisa ajudar a fam�lia a saber como tornar o lar um local agrad�vel. Se ela for terna e amorosa, ajudar� os filhos a se sentirem bem acerca de si mesmos.

O Livro de M�rmon descreve um grupo de jovens que se tornaram grandes devido aos ensinamentos de suas m�es (ver Alma 53:16-23). Conduzidos pelo profeta Helam�, foram � guerra contra seus inimigos. Com as m�es, aprenderam a ser honestos e bravos. Elas tamb�m lhes ensinaram que, se n�o duvidassem, Deus os pouparia (ver Alma 56:47). Todos sobreviveram � bata-lha. Mais tarde, mostraram sua f� nos ensinamentos das m�es, dizendo: "N�o duvidamos de que nossas m�es o soubessem." (Alma 56:48) Toda m�e com testemunho pode exercer profundo efeito nos filhos.

Os filhos partilham com os pais da responsabilidade de construir um lar feliz. Devem obedecer aos mandamentos e cooperar com outros membros da fam�lia. O Senhor n�o fica feliz quando os filhos brigam (ver Mosias 4:14).

O Senhor ordenou que os filhos honrassem os pais, dizendo: "Honra a teu pai e a tua m�e, para que se prolonguem os teus dias na terra" (�xodo 20:12). Honrar os pais significa am�-los, respeit�-los e obedecer-lhes. As escrituras dizem aos filhos: "Sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto � justo." (Ef�sios 6:1)

O Presidente Spencer W. Kimball disse que os filhos devem aprender a trabalhar e a dividir as responsabilidades nas tarefas da casa, recebendo designa��es para manter a casa limpa e arrumada, cuidar do jardim e da horta (ver Conference Report, abr. 1976, p. 5; ou Ensign, maio 1976, p. 5).

Uma fam�lia afetuosa e feliz n�o acontece por acaso. Cada um na fam�lia deve fazer sua parte. O Senhor deu responsabilidades tanto aos pais como aos filhos. As escrituras nos dizem que devemos ser compreensivos, cordiais, am�veis e ter considera��o pelos outros. Quando falamos, oramos, cantamos ou trabalhamos juntos, podemos usufruir as b�n��os de harmonia em nossa fam�lia (ver Colossenses 3).

� Prov�rbios 22:6 (treinar a crian�a)

� Ef�sios 6:1-3 (os filhos devem obedecer aos pais)

 

<< Cap�tulo 36

Sum�rio

P�gina Inicial

Cap�tulo 38 >>