LIBERDADE DE ESCOLHA

Cap�tulo 4

 

"Poder�s escolher segundo tua vontade, porque te � dado." (Mois�s 3:17)

Deus nos disse, por interm�dio dos profetas, que somos livres para escolher o bem ou o mal. Podemos escolher a liberdade e a vida eterna, seguindo Jesus Cristo. Somos livres tamb�m para escolher o cativeiro e a morte, seguindo Satan�s. (Ver 2 N�fi 2:27) O direito de escolher o bem ou o mal se chama arb�trio.

O Arb�trio � um Princ�pio Eterno

Na vida pr�-terrena, pod�amos usar o arb�trio livremente. Isso quer dizer que t�nhamos poder para agir por n�s mesmos (ver D&C 93:29-30). Um dos prop�sitos da vida terrena � mostrar que escolhas faremos (ver 2 N�fi 2:15-16). Se f�ssemos for�ados a escolher o bem, n�o ser�amos capazes de mostrar o que poder�amos escolher por n�s mesmos. Somos mais felizes tamb�m fazendo as coisas que decidimos fazer por nossa livre escolha.

O arb�trio talvez tenha sido um dos primeiros assuntos a serem levantados no conselho celeste. Foi uma das principais causas do conflito entre os seguidores de Cristo e os seguidores de Satan�s. Satan�s que disse que nos traria todos de volta � presen�a do Pai, mas que com isso nos tiraria o arb�trio. Quando essa oferta foi rejeitada, ele se rebelou e foi expulso dos c�us com seus seguidores (ver D&C 29:36-37).

O Arb�trio � uma Parte Necess�ria do Plano de Salva��o

O arb�trio transforma a vida na Terra em um per�odo de provas. Ao planejar a cria��o do homem, Deus disse: "E prov�-los-emos com isto, para ver se eles far�o todas as coisas que o Senhor seu Deus lhes mandar." (Abra�o 3:25) Sem o dom do arb�trio, ser�amos incapazes de mostrar ao Pai Celestial se far�amos tudo o que Ele nos ordenou. Por podermos escolher, somos respons�veis por nossas a��es (ver Helam� 14:30-31).

Quando fazemos a escolha de viver de acordo com o plano de Deus, fortalecemos nosso arb�trio. Escolhas certas fortalecem nosso poder de fazer mais escolhas certas.

Ao obedecer a cada um dos mandamentos do Pai, crescemos em sabedoria e firmeza de car�ter. Nossa f� aumenta. Achamos mais f�cil fazer escolhas certas.

Come�amos a fazer escolhas quando, como filhos espirituais, est�vamos na presen�a do Pai Celestial. Nossas escolhas l� nos tornaram dignos de vir a Terra. O Pai Celestial deseja que cres�amos em f�, poder, conhecimento, sabedoria e em todas as outras coisas boas. Se guardarmos os Seus mandamentos e fizermos escolhas certas, teremos conhecimento e compreens�o, tornando-nos como Ele �. (Ver D&C 93:28.)

O Arb�trio Exige que Haja Escolhas

N�o podemos escolher, a menos que tenhamos diante de n�s o bem e o mal. Le�, um grande profeta do Livro de M�rmon, disse a seu filho que, para que se cumpram os prop�sitos eternos de Deus, deve haver "uma oposi��o em todas as coisas. Se assim n�o fosse, (...) n�o haveria retid�o nem iniq�idade nem santidade nem mis�ria nem bem nem mal." (2 N�fi 2:11)

Deus permite que Satan�s se oponha ao bem. A respeito de Satan�s, Deus disse:

"Fiz com que ele fosse expulso... E ele se tornou Satan�s, sim, o pr�prio diabo, o pai de todas as mentiras, para enganar e cegar os homens, e lev�-los cativos � sua vontade, mesmo a todos quantos n�o ouvirem Minha voz". (Mois�s 4:3-4)

Satan�s faz tudo o que pode para destruir o trabalho do Senhor. Ele procura "a mis�ria de toda a humanidade (...); pois ele procura tornar todos os homens t�o miser�veis como ele pr�prio." (2 N�fi 2:18, 27) Ele n�o nos ama. N�o deseja nada de bom para n�s, nem quer que sejamos felizes. Deseja que sejamos seus escravos e usa de muita dissimula��o para nos manter cativos.

Quando seguimos as tenta��es de Satan�s, limitamos nossas escolhas. O exemplo a seguir nos mostra isso: Imaginem se f�ssemos � praia e v�ssemos um cartaz, dizendo: "Perigo - Redemoinho. N�o se permitem banhos aqui". Podemos pensar que isso � uma restri��o. Mas ser�? Ainda temos muitas escolhas. Somos livres para ir nadar em outro lugar. Somos livres para caminhar pela praia e apanhar conchas. Somos livres para ver o p�r-do-sol. Somos livres para voltar para casa. Somos livres tamb�m para ignorar o aviso e nadar no local perigoso. Mas, uma vez que tenhamos sido apanhados pelo redemoinho e levados para baixo, temos muito poucas escolhas. Podemos tentar escapar ou pedir ajuda, mas podemos tamb�m nos afogar.

Embora sejamos livres para escolher nosso curso de a��o, n�o somos livres para escolher as conseq��ncias de nossas a��es. As conseq��ncias, quer boas ou m�s, seguem como um resultado natural de qualquer escolha que tenhamos feito (ver Apocalipse 22:12). Se pusermos a m�o no fogo, por exemplo, nos queimaremos.

O Pai Celestial nos ensinou como podemos escapar do cativeiro de Satan�s. Devemos vigiar e orar sempre, pedindo a Deus que nos ajude a suportar as tenta��es de Satan�s (ver 3 N�fi 18:15). O Pai Celestial n�o permitir� que sejamos tentados al�m do nosso poder de resistir (ver I Cor�ntios 10:13).

Os mandamentos de Deus nos afastam do perigo, conduzindo-nos � vida eterna. Se fizermos escolhas s�bias, ganharemos exalta��o, progrediremos eternamente e gozaremos de felicidade perfeita (ver 2 N�fi 2:27-28).

Escrituras Adicionais

� Mois�s 7:32 (liberdade de escolha)

� Abra�o 3:24-25 (vida terrena - um teste)

� Mor�ni 7:5-6 (as obras s�o julgadas)

� 2 N�fi 2:11-16 (a oposi��o � necess�ria)

� Mor�ni 7:12-17 (escolher o bem ou o mal)

� II Pedro 2:19; Jo�o 8:34 (o pecado � escravid�o)

� 2 N�fi 2:28-29; Alma 40:12-13 (recompensa de acordo com as obras)

 

<< Cap�tulo 3

Sum�rio

P�gina Inicial

Cap�tulo 5 >>