A QUEDA DE AD�O

Cap�tulo 6

 

Ad�o e Eva Foram os Primeiros a Virem para a Terra

Deus preparou esta Terra para ser um lar para Seus filhos. Ad�o e Eva foram escolhidos para serem as primeiras pessoas a viverem aqui (ver Mois�s 1:34). Sua parte no plano do Pai era trazer a mortalidade ao mundo. Eles seriam os primeiros pais (D&C 107:54-56).

Ad�o e Eva Foram Esp�ritos Valentes

Ad�o e Eva estavam entre os mais nobres filhos do Pai Celestial. No mundo espiritual, Ad�o chamava-se Miguel, o Arcanjo (ver D&C 27:11; Judas 1:9). Ele foi escolhido pelo Pai Celestial para liderar os justos na batalha contra Satan�s (ver Apocalipse 12:7-9). Ad�o e Eva foram preordenados a se tornarem os pais da ra�a humana. O Senhor prometeu a Ad�o grandes b�n��os: "Eu te separei para seres o cabe�a; uma multid�o de na��es proceder� de ti, e tu �s pr�ncipe delas para sempre." (D&C 107:55)

Embora as escrituras nada nos digam sobre Eva antes de vir a este mundo, ela deve ter sido uma filha escolhida de Deus. Seu nome era Eva, porque era a m�e de todos os viventes (ver Mois�s 4:26). Ela foi dada a Ad�o, porque Deus disse "que n�o era bom que o homem estivesse s�". (Mois�s 3:18) Partilhou a responsabilidade de seu esposo e partilhar� tamb�m as suas b�n��os eternas.

O Jardim do �den

Quando Ad�o e Eva foram colocados no Jardim do �den, ainda n�o eram mortais. N�o podiam ter filhos. N�o havia morte. Possu�am vida f�sica porque seu esp�rito estava abrigado em um corpo f�sico feito do barro da terra. (Ver Abra�o 5:7.) Possu�am vida espiritual, porque estavam na presen�a de Deus. (Ver Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, p. 268.) Eles ainda n�o haviam feito uma escolha entre o bem e o mal.

Deus lhes ordenou que tivessem filhos e aprendessem a controlar a terra. Ele disse: "Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra, subjugai-a, e seja vosso o dom�nio sobre (...) toda coisa vivente que se move sobre a terra." (Mois�s 2:28) Deus lhes disse que poderiam comer livremente de todas as �rvores do jardim, exceto de uma: a �rvore do conhecimento do bem e do mal. Sobre ela, o Senhor falou: "No dia em que dela comeres, por certo morrer�s." (Mois�s 3:17)

Satan�s, n�o conhecendo o prop�sito do Senhor, mas procurando destruir o Seu plano, foi at� Eva no Jardim do �den. Ele tentou-a para que comesse do fruto da �rvore do conhecimento do bem e do mal. Garantiu-lhe que ela n�o morreria, mas que "(seria) como (os) deuses, conhecendo o bem e o mal." (Mois�s 4:11) Eva cedeu � tenta��o e comeu o fruto. Quando Ad�o soube o que havia acontecido, escolheu partilhar do fruto tamb�m. As mudan�as que ocorreram em Ad�o e Eva por haverem comido o fruto � o que chamamos de Queda.

A Separa��o entre Ad�o e Eva e Deus

Como Ad�o e Eva comeram do fruto da �rvore do conhecimento do bem e do mal, o Senhor expulsou-os do Jardim do �den para o mundo que n�s conhecemos hoje. Sua condi��o f�sica mudou como resultado de haverem ingerido o fruto proibido. Como Deus havia prometido, eles se tornaram mortais. Podiam agora gerar filhos. Eles e seus filhos experimentaram a doen�a, a dor e a morte f�sica.

Devido � transgress�o, Ad�o e Eva sofreram tamb�m a morte espiritual. Isso significa que eles e seus filhos n�o poderiam mais caminhar e falar face a face com Deus. Como Satan�s havia introduzido o mal no mundo, Ad�o, Eva e seus filhos foram separados de Deus, tanto f�sica como espiritualmente.

Grandes B�n��os Resultaram da Transgress�o

Algumas pessoas acreditam que Ad�o e Eva cometeram um s�rio pecado, quando comeram do fruto da �rvore do conhecimento do bem e do mal. Todavia, as escrituras dos �ltimos dias nos ajudam a entender que a queda foi um passo necess�rio no plano de vida e uma grande b�n��o para todos n�s. Devido � Queda, somos aben�oados com um corpo f�sico, com o direito de escolher o bem ou o mal e com a oportunidade de ganhar a vida eterna. Nenhum desses privil�gios poderia ser nosso, se Ad�o e Eva houvessem permanecido no jardim.

Ap�s a Queda, Eva disse: "Se n�o fosse pela nossa transgress�o, jamais ter�amos tido semente, jamais ter�amos conhecido o bem e o mal, nem a alegria de nossa reden��o, nem a vida eterna que Deus concede a todos os obedientes." (Mois�s 5:11)

O profeta Le� explicou:

"E ent�o, eis que se Ad�o n�o houvesse transgredido, n�o teria ca�do, mas permanecido no jardim do �den. E todas as coisas que foram criadas deveriam ter permanecido no mesmo estado em que estavam depois de haverem sido criadas...

E n�o teriam tido filhos; portanto teriam permanecido num estado de inoc�ncia, n�o sentindo alegria por n�o conhecerem a mis�ria; n�o fazendo o bem por n�o conhecerem o pecado.

Mas eis que todas as coisas foram feitas segundo a sabedoria daquele que tudo conhece.

Ad�o caiu para que os homens existissem; e os homens existem para que tenham alegria". (2 N�fi 2:22-25)

Escrituras Adicionais

� 1 N�fi 5:11; 2 N�fi 2:20 (Ad�o e Eva, os primeiros pais, fam�lia)

� 2 N�fi 2:14-21 (oposi��o e a Queda; uma vida de prova��es)

� 2 N�fi 2:22-26 (a Queda, parte do plano de salva��o)

 

<< Cap�tulo 5

Sum�rio

P�gina Inicial

Cap�tulo 7 >>