As Regras de F�

De A Igreja de Jesus Cristo Dos Santos Dos �ltimos Dias

  1. Cremos em Deus, o Pai Eterno, e em Seu Filho, Jesus Cristo e no Esp�rito Santo.
  2. Cremos que os homens ser�o punidos pelos seus pr�prios pecados e n�o pela transgress�o de Ad�o.
  3. Cremos que, por meio do Sacrif�cio Expiat�rio de Cristo, toda a humanidade pode ser salva pela obedi�ncia �s leis e ordenan�as do Evangelho.
  4. Cremos que os primeiros princ�pios e ordenan�as do Evangelho s�o: primeiro, f� no Senhor Jesus Cristo; segundo, arrependimento; terceiro, batismo por imers�o para a remiss�o dos pecados; quarto, imposi��o das m�os para o dom do Esp�rito Santo.
  5. Cremos que um homem deve ser chamado por Deus, pela profecia e pela imposi��o das m�os, por quem possua autoridade para pregar o Evangelho e administrar as suas ordenan�as.
  6. Cremos na mesma organiza��o existente na Igreja Primitiva, isto �, ap�stolos, profetas, pastores, mestres, evangelistas, etc.
  7. Cremos no dom das l�nguas, profecia, revela��o, vis�es, cura, interpreta��o das l�nguas, etc.
  8. Cremos ser a B�blia a palavra de Deus, o quanto seja correta sua tradu��o; cremos tamb�m ser o Livro de M�rmon a palavra de Deus.
  9. Cremos em tudo o que Deus tem revelado, em tudo o que Ele revela agora, e cremos que Ele ainda revelar� muitas grandes e importantes coisas pertencentes ao Reino de Deus.
  10. Cremos na coliga��o literal de Israel e na restaura��o das Dez Tribos; que Si�o ser� constru�da neste continente (o americano); que Cristo reinar� pessoalmente sobre a terra; e que a mesma ser� renovada e receber� a sua gl�ria paradis�aca.
  11. Pretendemos o privil�gio de adorar a Deus, Todo Poderoso, de acordo com os ditames da nossa consci�ncia e concedemos a todos os homens o mesmo privil�gio, deixando-os adorar como, onde, ou o que quiserem.
  12. Cremos na submiss�o aos reis, presidentes, governadores e magistrados, na obedi�ncia, honra e manuten��o da lei.
  13. Cremos em ser honestos, verdadeiros, castos, benevolentes, virtuosos e em fazer o bem a todos os homens: na realidade, podemos dizer que seguimos a admoesta��o de Paulo - Cremos em todas as coisas e confiamos em todas as coisas, temos suportado muitas coisas e confiamos na capacidade de tudo suportar. Se houver qualquer coisa virtuosa, am�vel ou louv�vel, n�s a procuraremos.

Joseph Smith

 

P�gina Inicial