"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, (...) e fazei prova
de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir
as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal
até que não haja lugar suficiente para a recolherdes."
(Malaquias 3:10; 3 Néfi 24:10)

     A lei do dízimo é um mandamento importante a que vocês devem obedecer durante toda a sua vida. O dízimo é um décimo de sua renda.
     Pagar o dízimo demonstra sua gratidão por tudo que Deus lhes tem dado. É um modo de ajudar a construir o

reino de Deus na Terra. O dízimo é usado para construir templos e capelas, traduzir e publicar as escrituras, fornecer materiais da Igreja aos membros, fazer a obra missionária, realizar o trabalho do templo e da história da família e manter os seminários e institutos.
     Sua atitude é importante ao pagar o dízimo. Paguem-no por terem fé no Senhor e porque O amam. Paguem-no de boa vontade e com um coração agradecido. Paguem-no em primeiro lugar, mesmo quando acharem que não têm o dinheiro suficiente para satisfazer às suas outras necessidades. Isso os ajudará a sobrepujar o egoísmo e a serem mais receptivos ao Espírito.

     Ao final de cada ano, programem um horário para o acerto do dízimo com seu bispo. Esta é uma reunião na qual vocês examinam os registros de suas contribuições e declaram se pagaram, ou não, um dízimo integral.
     Obedeçam à lei do jejum, jejuando uma vez por mês (se a saúde permitir), geralmente no primeiro domingo do mês. Uma observância adequada do dia de jejum inclui não ingerir alimentos ou água por duas refeições consecutivas e doar uma generosa oferta para ajudar aos que estão necessitados. Iniciem e terminem seu jejum com oração, pedindo uma bênção especial para uma necessidade específica.

Doutrina e Convênios 119:3-4

Página Inicial